Investimento na esgrima: Cleia Guilhon passa temporada de um mês na Europa

Conhecimento, experiência internacional, aperfeiçoamento. É isso o que busca Cleia Guilhon, atleta número um da esgrima no País, contemplada com o apoio do Programa Solidariedade Olímpica Internacional (SOI) e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A brasileira da categoria Espada passou um mês de treinamento intensivo na Europa, buscando as melhores condições de competitividade, pensando nos Jogos Olímpicos Londres 2012.

Primeira mulher em sua categoria a ser apoiada pelo SOI, Cleia garante que a ajuda chegou na hora certa. “Tenho adquirido muita experiência nessa temporada. É importante ter conhecimento sobre as adversárias e também interagir com elas. Acredito que esse será o pontapé inicial para que outras atletas da esgrima também sejam apoiadas”, disse Cleia Guilhon, que passou por Hungria, Espanha, França e Alemanha.

Para o técnico Evandro Oliveira, o momento vivido é especial. “A valorização da modalidade esgrima vem aumentando nos últimos anos, o que é ótimo. A Cleia, por exemplo, apesar de ter somente cinco anos na modalidade, já vem apresentando resultados surpreendentes”, afirmou o treinador, que já recebeu apoio da SOI para cursos de capacitação técnica, sendo também beneficiado com o apoio nesta temporada de treinos na Europa.

“Consideramos essencial que o atleta conte com o suporte do técnico em treinamentos e competições internacionais. Ele pode coletar dados das adversárias para permitir uma análise de benchmarking, que é determinante em modalidades de confronto. Essa tem sido uma das prerrogativas do Programa de Preparação de Atletas”, afirmou Renata Carneiro, Supervisora da Solidariedade Olímpica do COB.

Atualmente, 47 atletas de 12 modalidades individuais são apoiados pelo SOI visando à qualificação para Londres 2012. Criado em 1961, pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), o Programa tem como objetivo ajudar jovens talentos de todo o mundo a alcançar alto nível esportivo. O SOI é financiado a partir de um percentual sobre os direitos de transmissão que o COI reserva a cada edição dos Jogos Olímpicos. A verba é revertida para os Comitês Olímpicos Nacionais, apoiando atividades de desenvolvimento ao esporte e à descoberta de novos talentos, bem como os programas de desenvolvimento de estrutura técnica e de cursos técnicos.

Explore posts in the same categories: Esgrima

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: