Domingo emocionante em Medellín

O domingo brasileiro nos IX Jogos Sul-americanos, em Medellín, teve de tudo. Atleta veterano entrando para a história, manutenção de invencibilidade, eliminação precoce, jovem se consagrando, e, é claro, muitas medalhas. Hoje, o Brasil ganhou 43 medalhas, chegando a 80 no quadro geral. São 22 de ouro, 27 de prata e 31 de bronze. A Colômbia segue na ponta, com 44 de ouro, 36 de prata e 33 de bronze, somando 113 medalhas.

No torneio de futsal, a Seleção Brasileira chegou à segunda vitória, com a expressiva goleada por 8 a 0 sobre o Equador, em partida válida pela segunda rodada. Porém, ainda mais importante que o resultado do jogo, foi a marca atingida por Falcão. O atleta consolidou seu nome na história do futsal brasileiro, ao fazer dois gols, chegando aos 279 na carreira. O craque agora é o maior artilheiro do futsal brasileiro em todos os tempos, derrubando a marca anterior de Manuel Tobias, que fez 278 gols na carreira. Invicta no torneio, a Seleção Brasileira pega o Uruguai nesta segunda-feira, dia 22.

Invictos, também, estão os atletas do tênis de mesa, pólo aquático feminino e handebol feminino. Entre os mesatenistas, as equipes feminina e masculina do Brasil passaram com facilidade pelos adversários da primeira rodada. O Coliseo Menor Rodrigo Pérez Castro, no Complexo Esportivo foi o palco das vitórias brasileiras, nas duas categorias. Contras as peruanas, no feminino, e diante dos equatorianos, entre os homens. As três vitórias dos mesatenistas brasileiros, nas duas categorias, abreviou a primeira rodada (cinco partidas). O tênis de mesa brasileiro volta a competir amanhã. As equipes contam com os experientes Hugo Hoyama e Lígia Silva, de 40 e 27 anos, respectivamente.

A equipe de pólo aquático também manteve o aproveitamento de 100%, ao derrotar a Colômbia por 14 a 6. Foi a segunda vitória no torneio feminino da modalidade. No sábado, o Brasil já havia vencido a Argentina (12 a 9). Contra as donas da casa, as brasileiras tiveram menos dificuldade, impondo seu ritmo desde o início da partida. Cris Beer, capitã da equipe, foi a goleadora do confronto, com 4 gols. Destaque também para Mirela, de apenas 15 anos, que marcou seu primeiro gol pela equipe adulta do Brasil.

No handebol, as brasileiras seguem acabando com as adversárias, impondo placares bastante expressivos. Depois dos 37 a 17 sobre o Uruguai, as vítimas da vez foram as chilenas. O Brasil venceu por 42 a 19. Com o resultado, o Brasil já garantiu vaga para os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. São seis equipes na disputa, e o mais provável é que o título fique entre Brasil e Argentina. As “hermanas” também estão invictas no torneio.

Já no vôlei masculino, depois de duas derrotas consecutivas, a Seleção está eliminada da disputa por medalhas. O time brasileiro é o mesmo que se prepara para o Mundial Infanto-Juvenil (sub-17), e perdeu hoje para a Venezuela por 3 sets a 0 (parciais de 25/18, 25/22 e 25/13). No sábado, a jovem equipe perdeu para o Chile por 3 sets a 1.

Jovem, também, é o campeão Bernado Oliveira, do tiro com arco. O “menino de ouro”, com apenas 16 anos, conquistou a o expressivo número de quatro medalhas de ouro na competição. Já havia vencido a prova de Recurvo 90m e neste domingo, garantiu o ouro no recurvo 30m, recurvo 50m e no Round FITA Recurvo, prova que contempla a pontuação das quatro distancias. O talentoso representante da nova geração desponta como um provável destaque em competições internacionais por muitos anos. No entanto, o dia do tiro com arco também foi dourado para Cláudio Contrucci foi ouro no Composto 50m e Roberval dos Santos, que foi o melhor no Round FITA Composto e no Composto 30m. Já Talita Araújo, ficou com a prata na mesma prova feminina. Bruna Araújo conquistou o bronze no Round FITA Recurvo. Luis Paulinyi foi prata no Round FITA recurvo e bronze no recurvo 50m.

Muitas medalhas também para o atletismo. Os brasileiros da modalidade conquistaram, neste domingo, 16 medalhas, o dobro das conseguidas na véspera. Foram três medalhas de ouro, sete de prata e seis de bronze. Alguns dos destaques da jornada estão as dobradinhas de Augusto Oliveira (ouro) e Cleber Silva (prata), no salto com vara; e de Diego Pereira (ouro) e Pedro Lima (prata), no decatlo; e Jéssica Santos (ouro) e Geisiane Lima (prata), nos 800m.

O remo brasileiro fez boa estreia nos Jogos. Os remadores do Brasil conquistaram um total de cinco medalhas na raia de Guatapé, que fica a duas horas de Medellín. O principal resultado do dia veio com Ailson Silva, que conquistou a medalha de ouro no single skiff peso leve, com o tempo de 7min17s79.

E mais uma vez, o judô mostrou sua força. Literalmente. Na final da categoria Open, onde um judoca de cada país é indicado por sua delegação para competir, independente de seu peso, o paranaense Rafael Silva, de 22 anos e 2,05m, derrotou o peruano German Correa, de apenas 1,70m. Rafael impôs sua força e conquistou a medalha de ouro, superando o adversário com um Ippon.

Nesta segunda-feira, o Brasil continua tentando diminuir a distância para a Colômbia no quadro de medalhas. O Squash já garantiu uma medalha, com Rafael Alarcon que disputará a final, e também há chances em outras modalidades, como o judô, o atletismo, o tiro com arco e a ginástica artística.

Explore posts in the same categories: Atletismo, Futsal, Guadalajara 2011, Handebol, Jogos Pan-Americanos, Jogos Sul-americanos, Judô, Medellín 2010, Pólo Aquático, Remo, Squash, Tênis de Mesa, Tiro Com Arco, Vôleibol

Tags: , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: