A Peteca Olímpica

Peteca. Para muitos, essa é a primeira palavra que vem à cabeça quando se fala em badminton. “Aquele joguinho de peteca, com raquete”. Porém, esse conceito simplório é reflexo de puro desconhecimento da modalidade. Nascido na Índia, chamava-se Poona e ganhaou o nome Badminton quando, na década de 1870, uma nova versão do esporte foi jogada na propriedade de Badminton, pertencente ao Duque de Beaufort’s, em Gloucestershire, Inglaterra.

E, por mais surpreendente que possa parecer, o Badminton é o segundo esporte mais praticado no mundo, perdendo apenas para o futebol. Ocupa também a segunda posição entre os mais assistidos em Jogos Olímpicos e a entidade máxima do esporte (BWF), é a segunda no quesito “número de países filiados”.

À primeira vista, um desavisado poderia comparar com o tênis. Mas além do uso de raquetes, a única semelhança está na forma de disputa na tabela: é sempre mata-mata. Mas para por aí, já que no badminton, até a forma de contagem dos pontos é diferente. A principal característica é a sua rapidez. Um smash (cortada) pode atingir a velocidade de 350 km/h.

Em função disso, é um esporte bastante dinâmico. O jogo é disputado em melhor de três games (sets) de 21 pontos cada. O primeiro a ganhar dois games vence a partida. A pontuação é similar à do volei. Caiu a peteca no chão, é ponto do lado oposto. No caso de empate em 20 a 20, o jogo segue até um dos lados abrir a vantagem de dois pontos, porém, isso é limitado a 30. Se chegar em 29 a 29, quem fizer 30 primeiro vence o game ou o jogo.

As partidas de Badminton podem ser disputadas em Simples (um contra um) nas modalidades masculino (homem contra homem) e feminino (mulher contra mulher). Pode ser jogado também em Duplas, sendo masculino, feminino e mistas (dupla formada por um homem e uma mulher).

No Brasil, o esporte é pouco conhecido. Para Hilton Fernando, assessor de imprensa da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd), a maior dificuldade enfrentada para a divulgação da modalidade é a concorrência com o futebol.

– A concorrência é muito desleal. O futebol é nosso esporte maior e, por isso, as emissoras de TV e órgãos de imprensa dão mais importância. Sendo assim, ficamos sem espaço. É a mesma coisa daquela pessoa que tem uma pequena mercearia, e ao seu lado, se instala um grande magazine. Ela vai ser engolida. E não só o Badminton, como outros esportes olímpicos de pequena expressão, sofrem com isso. São engolidos pelo futebol.

Fazer o esporte ficar mais conhecido, transformar o Badminton em um esporte de massa. Esse é um dos principais desafios da CBBd, que já deu longos e importantes passos para isso, como por exemplo, a implantação da modalidade em escolas públicas de 14 estados do país. Inclusive, esse é o número de estados com federações associadas à CBBd (SP, RJ, MG, ES, SC, RS, PR, PI, PE, RN, CE, MA, PB e DF). Em número de praticantes, São Paulo é o maior.

Outro grande desafio é a classificação de um brasileiro para uma Olimpíada. O Brasil nunca conseguiu esse feito, mas está sendo realizado um trabalho sério para que tenhamos um brasileiro em Londres, em 2012. Nossos principais destaques hoje são Daniel Paiola, Hugo Arthuso, Alex Tjong, Thomas Moretti, Paula Beatriz Pereira, Fabiana da Silva e Marina Eliezer.
 
As grandes potências no esporte são os países asiáticos, como China, Malásia, Japão, Hong Kong e Indonésia. Na Europa, as maiores forças são Dinamarca, Alemanha e Portugal. Já nas Américas, os Estados Unidos e Canadá são aqueles a serem batidos. Os brasileiros lutam em igualdade com países como Peru, México, Jamaica, Guatemala e Cuba para sermos a terceira força das Américas. Nessa preparação a longo prazo, rumo a Londres, os atletas brasileiros fazem intercâmbio sempre que possível, treinando principalmente em Portugal, na Dinamarca, e na Espanha.

No ano de 2010, o calendário esportivo já está sendo ofuscado pela Copa do Mundo de Futebol. Mas a agenda do badminton está lotada. Teremos brasileiros em quadra já em fevereiro, no Peru, com a disputa de uma competição por equipes (similar à Copa Davis do Tênis), chamada Thomas & Uber Cup. Em março, o Brasil disputará os Jogos Sul-Americanos de Medelin, na Colômbia. Depois, dois eventos internacionais no Brasil, sendo a 25ª edição do Brasil Internacional, em SP, e o Campeonato Pan-Americano Adulto de Badminton, que será disputado em Curitiba, ambos no mês de outubro.

Dupla brasileira, Bronze no Pan de 2007, no Rio

Hoje, a CBBd tem um planejamento para colher resultados a médio e longo prazo. Além de investir nas categorias de base, exixte um projeto para que estejamos fortes nas próximas edições dos Jogos Olímpicos. Os atletas que hoje integram a Seleção Brasileira de Badminton, são jovens, com idades entre 21 e 22 anos. Por isso, esses mesmos deverão defender o Brasil na Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro, local que traz boas recordações. Foi onde os nossos atletas Guilherme Pardo e Guilherme Kumasaka conseguiram o resultado mais expressivo para o país: o bronze, na competição de duplas dos Jogos Pan-Americanos de 2007.

Quer entender mais sobre o Badminton? Acesse o infográfico disponível no site do Comitê Olímpico Brasileiro ou visite o site da CBBd.

Explore posts in the same categories: Badminton

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

3 Comentários em “A Peteca Olímpica”

  1. Júlia Says:

    nossa, já tava devendo esse comment há tempos! ;S
    foi mallll.. =p

    é… o badminton é mais um esquecidinho dos brasileiros… mas é por essa questão de mídia mesmo, até pq eu acho q brasileiro adora uma novidade rsrs😉
    e não tem bola né? (ou tem? =x)
    hahahaha

    =*

  2. Hilton Fernando Says:

    Agradecemos ao Janela Olímpica pela divulgação de nosso esporte.São através de divulgações como essa que nos tornamos cada vez mais conhecidos e isso nos dá ânimo para continuarmis nosso trabalho. Obrigado ao Michael Figueredo pela força


  3. […] .Articulo Indexado en la Blogosfera de Sysmaya […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: